RECUPERAÇÃO DE ÁREAS DEGRADADAS



A recuperação de áreas degradadas está intimamente ligada à ciência da restauração ecológica. Restauração ecológica é o processo de auxílio ao restabelecimento de um ecossistema que foi degradado, danificado ou destruído. Um ecossistema é considerado recuperado – e restaurado – quando contém recursos bióticos e abióticos suficientes para continuar seu desenvolvimento sem auxílio ou subsídios adicionais.


As pesquisas sobre recuperação de áreas degradadas são voltadas para a recuperação da funcionalidade ambiental com base na seleção e na introdução de leguminosas arbóreas e arbustivas capazes de crescer sob condições adversas. O êxito dessa tecnologia está na associação entre planta, rizóbios e fungos micorrízicos. Essa relação permite um rápido crescimento das espécies, independentemente da disponibilidade de nitrogênio no solo, aumentando a quantidade de matéria orgânica disponível e a atividade biológica do solo, por meio do aporte de material vegetal via serrapilheira.


A tecnologia também pode ser utilizada para a contenção de encostas em áreas urbanas, diminuindo o risco de deslizamentos de terra durante os períodos chuvosos do ano, e, ainda, pode ser usada para a recuperação de áreas degradadas por mineração ou erosão severa do solo.

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
Botão_do_Whatsapp.png