A importância do advogado nas transações imobiliárias

As transações imobiliárias com o passar dos anos, se tornaram cada vez mais burocráticas, com diversos tipos de edificações e novas regras jurídicas e comerciais que tornam impossível um modelo de contrato abranger tantas particularidades, seja na compra e venda ou locação.


A falta de cautela, quiçá de conhecimento acerca dos direitos impostos nas transações imobiliárias, vem causando um crescimento nos processos judiciais, que poderiam ser evitados mediante uma condução profissional.


Uma análise incorreta dos documentos, seja na compra e venda, locação, usucapião ou até mesmo a escritura do imóvel, pode gerar multas e prejuízos indesejáveis para ambas as partes pactuantes.


Ressalta-se que a apresentação destes documentos também deve ocorrer através de uma visão jurídica, adequando suas cláusulas para fins de evitar uma demanda judicial, o qual não deve ser tratado por qualquer pessoa, já que exige uma aplicação formal da lei e de seus códigos.


Nesse interim, o advogado vem para trazer seriedade ao negócio jurídico, de forma que o mesmo ocorra de forma legal, com garantias jurídicas para ambas as partes, preservando a boa-fé da transação.


Outro fator importante nas transações imobiliárias é a função do corretor de imóvel, o qual exerce a proximidade das partes, tendo a responsabilidade de mediar os acordos de forma prudente, passando as informações corretas do andamento do negócio.


Ainda assim, o papel do advogado é de extrema importância, uma vez que este vem para orientar e evitar futuros transtornos que poderão ocorrer, agindo sempre de forma protetiva, trazendo mais valorização ao negócio e à economia, além de tranquilidade em qualquer ação exercida.

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
Botão_do_Whatsapp.png